Confira os sites mais acessados da Paraíba!

Ranking com credibilidade e confiança!

Avalie os políticos da Paraíba!

Você pode ver e votar nos políticos do Estado.

Alexandre de Moraes exige o bloqueio de perfis pró-Bolsonaro também fora do país

Alexandre de Moraes exige o bloqueio de perfis pró-Bolsonaro também fora do país - Otávio Sá Leitão

BRASIL

Alexandre de Moraes exige o bloqueio de perfis pró-Bolsonaro também fora do país

By

Published on 30/07/2020
  • COMPARTILHE
  • FAZER TWEET
  •  
  •  
  • COMENTE
 

 

Na semana passada, no dia 24 de Julho, o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes mandou a rede social Twitter bloquear perfis de apoiadores do Presidente Bolsonaro.

“O bloqueio de contas em redes sociais, tais como Facebook, Twitter e Instagram, dos investigados apontados no item anterior ‘1’, necessário para a interrupção dos discursos com conteúdo de ódio, subversão da ordem e incentivo à quebra da normalidade institucional e democrática” – disse o Ministro Alexandre de Moraes.

Veja abaixo os perfis que foram bloqueados:

  • Roberto Jefferson
  • Allan dos Santos
  • Bernardo Kuster
  • Edgard Corona
  • Edson Salomão
  • Luciano Hang
  • Marcelo Stachin
  • Otavio Fakhoury
  • Reynaldo Bianchi Júnior
  • Rodrigo Ribeiro
  • Sara Giromini

Apesar de terem sido bloqueados, através de uma alteração na configuração do Twitter ainda foi possível com que as postagens desses perfis pudessem ser vistas, ao mudar a localização de Brasil para qualquer outro.

Entretanto, nesta Quinta-Feira (30 de Julho) o Ministro do Supremo mandou um bloqueio total dessas contas, inclusive fora do Brasil. Veja abaixo a nota do Twitter:

 

“O Twitter bloqueou as contas para atender uma ordem judicial proveniente de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF). Embora não caiba ao Twitter defender a legalidade do conteúdo postado ou a conduta das pessoas impactadas pela referida ordem, a empresa considera a determinação desproporcional sob a ótica do regime de liberdade de expressão vigente no Brasil e, por isso, irá recorrer da decisão de bloqueio”, diz a rede social.

Fonte: Conexão Política

Fonte: NOTICIABRASILONLINE.

Comentários