Confira os sites mais acessados da Paraíba!

Ranking com credibilidade e confiança!

Bolsonaro venceu. Esquerda definha. Viúvas se desesperam.

Bolsonaro venceu. Esquerda definha. Viúvas se desesperam. - Otávio Sá Leitão

Não há Campanha difamatória com força de vencer o Trabalho, com resultados positivos.
Desde a posse do atual Governo, Esquerda partiu para o Terra Arrasada do Tudo Errado. Berrou, fez fiasco, ficou rouca, caiu em desgraça e virou piada.


Se notícia era ruim, davam jeito de associar ao Presidente Eleito

- Mariazinha foi estuprada. População linchou estuprador.
Identidade do agressor revelada.
João, filho de José, empregado de Pedro, amigo do irmão do Tio do marido da cunhada da vizinha de Sara, Mulher que lavou a roupa a 15 anos atrás, na casa da ex namorada do melhor amigo, do sobrinho do motorista de um dos filhos de Bolsonaro.


Lula, ao assumir, criou o Arquipélago do Toma lá dá cá, onde era uma Ilha cercada de Podridão por todos os lados; Pirâmide da Robalheira.
No Topo, se considerou intocável. Pra alcançá-lo seria necessário subir escada movediça. A cada degrau milhões de interesses de oportunistas poderosos, felizes com as sobras vindas do topo.
Bolsonaro entrou e pegou o elevador; Gritaria Geral.


Diante do berreiro, impressão inicial era de Tsunami imbatível, sem chance de ser vencido.
Campanha orquestrada. Ataques de todos os lados. Ira descomunal.
O Tempo passou. Griteiro virou sussurro, enquanto Governo continuava subindo, dentro do devagar e sempre.


Durante o Lulismo imagem de Presidente " Rainha", reina mas não governa, alcançou o ápice.
Lula abriu mão do Cargo. Em troca de apoio e tapinha nas costas, entregou o País ao Legislativo. Parlamentares se lambuzaram.
Legislaram em causa própria. Criaram Leis Corporativas. Negociação entre Poderes transformada em barganha com vantagens pessoais. Coletividade deixou de ser prioridade.
Figuras carimbadas assumiram protagonismo. Zé Dirceu, Palocci, Cunha, Renan Calheiros, Sarnei, Temer e por aí vai.


"Velha Guarda" em cana, novos nomes surgiram. Hoje temos de engolir os Rodrigo Maia e Alcolumbres da Vida.
O Presidente da Câmara dos Deputados se achou o Pavão da Vez é voou alto; erro crasso.
O verdadeiro malandro respeita o oponente.
Maia percebeu ingenuidade de Alcolumbre, a necessidade de desqualificar o Executivo, jogou pesado e foi atropelado pelo Dia 26.
Sonhou Alto. Parlamentarismo com ele de Primeiro Ministro.
Trancou a pauta da Câmara. Criou dificuldades, pra vender facilidades. Encurralou Executivo com chantagem de não aprovar Reformas e Medidas Provisórias, tornando País ingovernável.
No discurso a bipolaridade do sem ética. Ao mesmo tempo que chamava Bolsonaro de amigo de infância,  afirmava que País iria crescer, graças ao Congresso e apesar do Presidente.
Segurava analises até o apagar das Luzes e no penúltimo dia, pré prescrição, aprovava e passava ao Senado, não dando tempo de análise.
Intenção explícita de passar a imagem: Câmara dos Deputados salvou o País. Senado apenas endossou.


Em paralelo defesa de Lula corre em pânico, pra libertá-lo até Agosto; do contrário já era.
Não bastou manobra do STF pra diminuir tempo de condenação pra 8 anos, abrindo precedente pra usufruir de Benefícios e sair para o semi aberto em Setembro.
Processo do Sítio Atibaía está no TRF4.
Será julgado antes do previsto. Condenação vista como consumada e soma de "penas" o deixará preso por um bom tempo.

Veja Vídeo.
Sátira às manobras da Defesa. Outra fonte de vexame e chacota.

Fonte: Sofa de pobre

Comentários