Confira os sites mais acessados da Paraíba!

Ranking com credibilidade e confiança!

O Que A População Realmente Pensa Sobre Liberação do Uso de Armas

O Que A População Realmente Pensa Sobre Liberação do Uso de Armas - Otávio Sá Leitão

Durante a discussão pública sobre o Decreto das Armas do Presidente Bolsonaro, a grande imprensa passou a divulgar uma pesquisa que afirma que supostamente a “maioria da população é contra a liberação do uso de armas“. Os resultados dessa pesquisa foram contestados por uma enxurrada de comentários de leitores nos principais veículos da grande imprensa que sustentaram e sustentam essa afirmação.

Um estudo feito pela Mr. Predictions, empresa de análise de fluxos dados digitais, mostrou um resultado bastante distinto. Usando métodos mais avançados e um rigor científico na coleta de dados, a empresa adotou o procedimento chamado de avaliação comparativa de frequência semântica, método segundo o qual avalia-se a frequência do uso de certas expressões nas redes sociais para aferir a tendência da opinião pública em relação a determinado tema.

Por meio desse método, expressões como uso de armasdecreto sobre armas e posse de armas, que estão associadas ao ponto de vista daquelas pessoas que defendem o livre direito do uso de armas, foram comparadas com expressões como Instituto Sou da Paz e controle de Armas,  que estão associadas às pessoas que são contrários ao direito de livre escolha do uso de armas.

A proporção de frequência das palavras do primeiro grupo em relação ao segundo grupo é de aproximadamente três menções ao primeiro grupo para cada duas menções ao segundo. O que equivale a dizer que em 60% dos casos a abordagem sobre o tema de armas nas redes sociais é favorável ao direito de livre acesso legal a armas. A pesquisa indicou que o pico dessa tendência ocorreu no dia 22 de maio, conforme mostra o gráfico abaixo.

O que o levantamento digital mostra é que aproximadamente 60% das pessoas são favoráveis ao direito de livre escolha do uso de armas. Um número consistente com o resultado do plebiscito e também com a votação obtida pelo então candidato Jair Bolsonaro, que teve na defesa o livre acesso legal às armas uma de suas principais bandeiras de campanha.

Os resultados obtidos pela Mr. Predictions encontram respaldo também na pesquisa por hashtags nas principais redes sociais. Por exemplo, as hashtags #armamentista #armas #portedearma obtiveram cerca de 245.000 menções combinadas nas plataformas Instagram, Twitter, Facebook e Tumblr nos últimos trinta dias. Nesse mesmo período, a hashtag #NãoTáTudoBem, lançada pelo instituto Sou da Paz, obteve pouco mais de 20.000 menções.

Portanto, a afirmação divulgada pela grande imprensa de que a maioria da população seria contrária ao livre acesso legal a armas é uma afirmação mentirosa, que não corresponde à opinião prevalecente na opinião pública. Ainda hoje traremos matéria adicional a respeito, comentando a exposição feita por Benedito Barbosa em comissão da Câmara dos Deputados que trata sobre o tema. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


1039b


 

Fonte: Critica Nacional

Comentários