Confira os sites mais acessados da Paraíba!

Ranking com credibilidade e confiança!

Avalie os políticos da Paraíba!

Você pode ver e votar nos políticos do Estado.

Petrobrás é contra plano de Paulo Guedes para deixar o Gás mais barato

Petrobrás é contra plano de Paulo Guedes para deixar o Gás mais barato - Otávio Sá Leitão

Foto de Paulo Guedes trocando mensagens com setores da Petrobrás mostra resistência de setores da estatal quanto a abertura de mercado

Em conversa flagrada pelo Estadão revelam que setores da Petrobrás resistem a proposta do ministro da Economia, Paulo Guedes, de abrir o mercado de gás. A estratégia do governo é para acabar com o monopólio da Petrobras neste mercado. O programa é chamado de “Novo Mercado de Gás”, e já tem ações para abrir o mercado de exploração e distribuição. Além de atacar o refino, o programa também quer quebrar o monopólio das distribuidoras estaduais.

Na troca de mensagens flagradas pela foto entre Guedes e integrantes de um grupo de WhatsApp chamado “Equipe Econômica”, o ministro diz que o gerente executivo de Gás e Energia da Petrobrás, Marcelo Cruz, quer “desvirtuar o projeto”.

Na conversa, o ministro encaminha ao grupo uma mensagem que recebeu do economista Carlos Langoni – que auxilia Guedes na área de gás. “Gde (Grande) PG (Paulo Guedes): O Império contra ataca! Atenção: a turma do gás da PB (Petrobrás) – contrária à abertura – quer criar um Gestor de Gasoduto! Coisa de burocrata intervencionista! No sense!”, afirma o economista na mensagem que foi encaminhada ao grupo.

Langoni diz ainda que é preciso alertar Roberto Castello Branco, e a Luciano Irineu de Castro, que foi o principal conselheiro da área energética na época da campanha do presidente Jair Bolsonaro e assessor da presidência da Petrobrás.

Langoni afirma que a Agência Nacional do Petróleo (ANP) é contra a “ideia maluca” de criação do gestor, que não discutiria o termo de ajuste que é negociado com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a agência.

Logo após, Guedes escreve no grupo: “Marcelo Cruz… gerente de gás da Petrobrás. Quer desvirtuar o projeto”. Depois, aparece o presidente do BNDES, Joaquim Levy, na conversa e escreve: “liberdade ao gás… Langoni tá certo e temos que acelerar ajuste legislação dos estados. Abertura jah”.

O governo já identificou que há uma “resistência interna” na Petrobrás, mas que parte de um grupo minoritário da estatal, que defende a manutenção do controle no mercado de gás. Isso, porém, não é considerado um obstáculo à implementação da agenda liberal defendida por Guedes que tem anunciado recentemente que o governo faria ações para o barateamento do gás como a abertura econômica e a quebra do monopólio .

Fonte: Estadao

Comentários