Confira os sites mais acessados da Paraíba!

Ranking com credibilidade e confiança!

"Pacote anticrime: deputados encontram atalho para tirar projeto de Moro do limbo"

"Pacote anticrime: deputados encontram atalho para tirar projeto de Moro do limbo" - Otávio Sá Leitão

"Uma das bandeiras levantadas nas manifestações pró-governo realizadas no fim de semana, o pacote anticrime apresentado pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, pode ser votado no Plenário da Câmara dos Deputados no mês que vem. Essa é a expectativa de deputados que compõem o grupo de trabalho criado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para analisar as propostas.

 

Líder da Bancada da Bala e relator da proposta no grupo de trabalho, o deputado federal Capitão Augusto (PR-SP) afirma que pretende entregar o relatório sobre o pacote anticrime até a quarta-feira (29) para apreciação dos colegas no grupo de trabalho. O grupo foi criado, inicialmente, como uma forma de protelar a tramitação das medidas, depois de rusgas entre Maia e o ministro da Justiça. Moro cobrou celeridade na tramitação do pacote, o que desagradou Maia, que enxergou na cobrança uma intromissão indevida do ministro no ritmo de trabalho da Câmara dos Deputados.

 

Ao invés de mandar o pacote anticrime para uma Comissão Especial, Maia criou um grupo de trabalho para analisar o projeto junto com outra proposta, enviada anteriormente à Câmara pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, com medidas parecidas. Agora que o grupo de trabalho se encaminha para uma conclusão sobre as propostas, Maia ainda pode optar por criar uma Comissão Especial para analisar as medidas, antes de levar o assunto ao Plenário.

 

Essa não é a expectativa de Capitão Augusto. O deputado acredita que o relatório que será apresentado por ele pode ir direto ao Plenário. “Não sabemos como será. Se fosse unânime a gente encaminharia [o relatório] para o Rodrigo Maia e ele poderia abocar direto no Plenário, lá votar a constitucionalidade e depois já votar o projeto em si. Ou ele pode criar uma comissão especial. Estamos na torcida para que ele mande direto no Plenário”, diz o parlamentar."

 

Fonte: Gazeta do povo

Comentários