Confira os sites mais acessados da Paraíba!

Ranking com credibilidade e confiança!

Avalie os políticos da Paraíba!

Você pode ver e votar nos políticos do Estado.

TCU diz que Brasil tinha 14 mil obras paralisadas em 2018 e desperdício de 200 bilhões

TCU diz que Brasil tinha 14 mil obras paralisadas em 2018 e desperdício de 200 bilhões - Otávio Sá Leitão

Um levantamento feito pelo Tribunal de Contas da União (TCU) mostra que, em 2018, havia 14 mil obras paralisadas em todo o país, somando mais de 200 bilhões de reais investidos. O projeto Destrava é um programa integrado para retomada de obras. A iniciativa pretende mudar esse cenário de desperdício de recursos públicos e, enfim, entregar creches, escolas, hospitais, pontes e diversas estruturas essenciais a comunidades de todo o país.

São muitos os motivos que levam a estas paralisações: mudança de vontade política com a troca de governantes, casos de corrupção, embargos ambientais e demora para formalização de acordos de leniência com empresas que apresentem problemas judiciais. Até mesmo falta de projeto básico, ou projeto básico errado que, ao ser reformulado, atrapalha planos governamentais.

Mapa de Obras

Mapa de Obras nos Estados

 

Como o nome Destrava, o programa pretende unir as diversas esferas públicas para encontrar soluções que reativem os canteiros de obras no país.

Com o objetivo de retomar obras paralisadas no Brasil, por meio da atuação integrada entre os órgãos de controle e Poder Judiciário, o Comitê Executivo Nacional para Apoio à Solução das Obras Paralisadas lançou em Goiânia, o Destrava – Programa Integrado para Retomada de Obras.

O Comitê Executivo Nacional para Apoio à Solução das Obras Paralisadas é formado pelo CNJ, pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), pelo Tribunal de Contas da União (TCU), pela Associação dos Membros do Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), pelo Ministério da Infraestrutura, pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), pela Advocacia- Geral da União (AGU) e pela Controladoria Geral da União (CGU).

Fonte: portal de prefeitura Por Amisadai Silva

Comentários