Confira os sites mais acessados da Paraíba!

Ranking com credibilidade e confiança!

Em Áudio, Desembargador De Minas É Flagrado Organizando Cargos Fantasmas Para Filho E Mulher

Em Áudio, Desembargador De Minas É Flagrado Organizando Cargos Fantasmas Para Filho E Mulher - Otávio Sá Leitão

Em interceptações telefônicas da Polícia Federal (PF), o desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), propõe que o filho e a mulher dele atuem como funcionários públicos fantasmas.

Segundo o desembargador Alexandre Victor de Carvalho, os familiares trabalhariam sem cumprir as cargas horárias exigidas para os cargos. Ele sugere até um esquema de “rachadinha” para dividir salário a ser pago pelo erário à sogra.

A transcrição dos áudios, obtida pela Folha, consta de investigação iniciada em 2015, cujo foco são supostos esquemas de corrupção e troca de favores envolvendo magistrados do segundo maior tribunal de Justiça do Brasil.

Com base nestas gravações, a PF afirma que o desembargador negociou com políticos e outros agentes do estado empregos para os familiares.

Em conversa com o filho em 11 de novembro de 2015, Alexandre afirmou:

“[É] pra você ficar umas duas três horas por dia, o horário que você puder.”

O filho do desembargador foi nomeado em dezembro de 2015, com salário de R$ 9.300, e exerceu cargo de coordenador de Intermediação Operacional. A carga horária prevista para essa função era de oito horas por dia, de segunda a sexta. Ele era dispensado de bater ponto.

Fonte: Rafael Tadeu

Comentários