Confira os sites mais acessados da Paraíba!

Ranking com credibilidade e confiança!

"3 pontos que mostram o caos nas contas públicas do governo

"3 pontos que mostram o caos nas contas públicas do governo - Otávio Sá Leitão

"Mal começou seu governo, Jair Bolsonaro (PSL) e equipe sofrem com a penúria das contas públicas do Executivo. O governo federal precisa promover algum tipo de ajuste fiscal, porque há um grave desequilíbrio nas finanças. As despesas obrigatórias aumentam, a arrecadação cai, o orçamento é cada vez mais engessado e o governo se aproxima de uma situação-limite que já acendeu muitos sinais amarelos entre economistas.

 

A situação caótica não afeta apenas o governo Bolsonaro: deve persistir e atingir a próxima gestão também. O alerta vem na edição de maio do Relatório de Acompanhamento Fiscal (RAF), da Instituição Fiscal Independente (IFI), órgão ligado ao Senado Federal. E há três pontos, relacionados entre si, que exigem mais atenção desde já.

"Ainda em 2019, as despesas discricionárias, aqueles gastos que o governo pode decidir como fazer, devem chegar ao nível mais baixo da história. E a tendência é de que sigam diminutas nos próximos anos, porque não está sobrando dinheiro e o orçamento é engessado.

 

Além disso, o governo precisa cumprir o teto de gastos e, por mais que haja uma limitação para o crescimento das despesas da União, algumas delas crescem além da inflação, como é o caso da Previdência. Por isso, a IFI estima que a possibilidade de descumprimento do teto é alta já em 2022, o que acionaria os gatilhos de controle rígido sobre a evolução de gastos com pessoal.

 

Esse cenário árido também reflete no equilíbrio das contas. Se Paulo Guedes, ministro da Economia, chegou a sonhar em zerar o déficit primário com um ano de governo, a IFI projeta que o buraco é bem mais embaixo. A tendência é de que o resultado negativo das contas públicas permaneça assim, no vermelho, pelo menos até 2025."

 

Fonte: Gazeta do povo

Comentários