MILITANTE GLOBALISTA É INDICADA POR BIDEN PARA O CARGO DE EMBAIXADORA NO BRASIL

MILITANTE GLOBALISTA É INDICADA POR BIDEN PARA O CARGO DE EMBAIXADORA NO BRASIL - Otávio Sá Leitão

O governo dos Estados Unidos indicou Elizabeth Frawley Bagley como candidata a nova embaixadora para ocupar o posto diplomático no Brasil, portanto,   passará a chefiar a embaixada norte-americana em Brasília e comandar as relações diplomáticas entre os dois países.

 

 

Bagley é advogada e diplomata. Atualmente é proprietária e membro da diretoria da SBI, uma empresa de telefonia celular em Show Low, Arizona. A única experiência como embaixadora foi no comando da representação diplomática dos EUA em Portugal.

Bagley trabalhou como conselheira de secretários de Estado durante os governos democratas de Bill Clinton e Barack Obama.

Nas redes sociais, encontramos também que Balgey é aliada do WBO e militante globalista, indicada pela extrema esquerda norte-americana para apoiar a implantação de ditaduras socialistas na América Latina.

Começou mal

Antes mesmo de ter seu nome aprovado pelo Senado americano, a indicada "pisou no tomate" ao se referir politicamente sobre o Brasil. Afirmou que prevê dificuldades nas nossas eleições de outubro.

"[O presidente Jair] Bolsonaro tem dito muitas coisas, mas o Brasil tem sido uma democracia, tem instituições democráticas, Judiciário e Legislativo independentes, liberdade de expressão. Eles têm todas as instituições democráticas para realizar eleições livres e justas", disse a candidata.

A candidata também falou em outro tema sensível ao governo Bolsonaro. Ela disse que terá como principal bandeira o combate ao desmatamento e aos crimes ambientais no Brasil.

"Uma das minhas maiores prioridades será encorajar esforços para aumentar a ambição climática e reduzir dramaticamente o desmatamento, proteger os defensores [da floresta] e processar crimes ambientais e atos de violência correlatos", afirmou. 

Para a confirmação do posto, a indicação precisa ser confirmada pelo Senado norte-americano..

 

Participe do nosso grupo MÍDIA LIVRE no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/J1XtopqyAuU1L7NZugWTKb

Comentários