Portal mídia livre 15 anos

Vai faltar cadeia!. Click aqui

Falta de cadeia

Vai faltar cadeia!. Click aqui

Em seu depoimento desta terça-feira (11) prestado à Justiça Eleitoral, o ex-senador Delcídio do Amaral detalhou o esquema de propina das obras na hidrelétrica de Belo Monte.

A grana desviada para o PT e o PMDB soma a bagatela de R$ 142 milhões.

Segundo o ex-senador, o esquema ilícito foi coordenado por Antonio Palocci, Erenice Guerra e Silas Rondeau. Dos três, por enquanto, só Palocci está devidamente engaiolado.

O ex-ministro Edison Lobão também teve participação efetiva, mas também permanece solto.

Gradativamente uma infinidade de personalidades públicas que ainda permaneciam incólumes, vão sendo envolvidas no emaranhado de corrupção criado pela ‘Era PT’.

De outro lado, parece já bastante óbvio que a chapa Dilma/Temer foi abastecida com dinheiro sujo.

É a lama!