Portal mídia livre 15 anos

Paulo Preto Contava Com 8 Empreiteiras Para Subornar Serra. Confira!

Compartilhe

Paulo Preto Contava Com 8 Empreiteiras Para Subornar Serra. Confira!

Apontado como responsável pela arrecadação de caixa 2 para campanhas do PSDB, o engenheiro Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, ex-diretor da Dersa, é acusado pelo operador Adir Assad de ter lhe apresentado pelo menos oito empreiteiras e consórcios que atuaram em obras do governo de São Paulo entre 2008 e 2010, ano de campanha presidencial do tucano José Serra. Em delação premiada, Assad contou que conheceu Souza no fim da década de 1990, quando ambos treinavam em academias para se tornarem triatletas. Sobreveio um período de distanciamento e, em 2008, os dois se reencontraram durante o Ironman Brasil, em Penha, Santa Catarina. Foi neste encontro, segundo ele, que Souza se dispôs a apresentá-lo a empreiteiras para que fornecesse notas frias, com o objetivo de gerar dinheiro em espécie para pagamento de propina a políticos e agentes públicos.

(…) Assad contou em sua delação que, na época, Souza se gabava de estar “organizando o mercado” e de ser o principal arrecadador de fundos para a campanha do PSDB e para financiar a eleição de deputados do partido. Em seu depoimento, Assad disse que Souza, então responsável pelas obras viárias do governo paulista, se provou um “poderoso cartão de visitas”: todas as suas indicações resultaram em novos negócios. Segundo ele, o momento econômico também era favorável, pois antecedia as eleições de 2010 e o investimento em obras públicas estava alto.