Portal mídia livre 15 anos

O esforço do Papai Noel para pagar as contas.Click e veja no site de Tavinho

Sufoco

O esforço do Papai Noel para pagar as contas.Click e veja no site de Tavinho

Para quem tem os atributos exigidos, esta é a época de apostar na profissão de Papai Noel e fazer um pé de meia. O trabalho só não é suficiente para garantir tranquilidade financeira o ano todo.

As crianças sabem que Papai Noel tem uma vocação especial, porque, afinal de contas, nasceu Papai Noel. Não é exatamente uma profissão. Mas o que elas não sabem – ou não têm obrigação de saber – é que Papai Noel precisa pagar contas. Por isso, esta é uma época de fazer um pé de meia.

Uma boa oportunidade para quem é barbudo, tem as bochechas rosadas, é bom camarada e, se der sorte, tem os olhos claros. Quem convive com Papai Noel diz que o retorno financeiro não seria o suficiente para bancar as despesas de casa o ano inteiro.

Por isso, há quem diga que de lá do Polo Norte, nos outros 11 meses do ano, ele e Mamãe Noel precisam administrar atividades das mais variadas para bancar as despesas que todo mundo tem na vida. Papai Noel também não gosta de contar quanto consegue arrecadar nos dias em que passa de 6 a 8 horas no shopping center ou que visita dezenas de casas. Os iniciantes chegam a ganhar cerca de R$ 8 mil no período.

Mas Papai Noel de verdade, com experiência superior a uma década, pode ganhar bem mais. Há ainda as visitas remuneradas, que podem render cerca de R$ 400,00 cada uma. O aposentado Pedro Luiz Cavassin começou a entender de Papai Noel há sete anos. Ele garante que o Bom Velhinho não trabalha por dinheiro e nem poderia viver com o que ganha no fim do ano.