Portal mídia livre 15 anos

O EQUIVOCO. Confira

Como ter um filho

O EQUIVOCO. Confira
Em um determinado país regido pelo socialismo, havia efetivo favorecimento à natalidade.
Necessitando de mão-de-obra, o governo decretava uma lei que obrigava os casais a terem certo numero de filhos. Previam também uma tolerância de cinco anos, no fim dos quais, o casal teria que ter pelo menos um filho.
Os casais que não conseguissem no fim do prazo um filho seria feito uma analise para ver de quem era o problema. Se fosse do marido o governo destacaria um agente auxiliar masculino, se o problema fosse da mulher, viria uma agente feminina para que a criança fosse dada a luz.
Neste caso que será narrado agora, o problema era do marido e assim tivemos esse dialogo entre um casal.
- Querido, completamos hoje cinco anos de casados e não aconteceu o que o governo deseja – disse a mulher preocupada.
- É, infelizmente não tivemos o nosso filho. O pior é que o problema está em mim.
- Será que eles vão mandar o tal agente? – perguntou curiosa a esposa.
- Não sei, talvez mandem.
- E se ele vier?
- Bem, eu não posso fazer nada, você bem sabe!
- Eu menos ainda! – disse a mulher com desdém.
- Vou sair, já estou atrasado para o trabalho – disse o marido preocupado.
Logo após a saída do marido, batem a porta. A mulher corre para atender e encontrou um homem à sua espera. Tratava-se apenas de um fotógrafo que errara de endereço ao qual devia atender.
- Bom dia, eu sou...
- Ah! Já sei... Pode entrar – disse a mulher afastando-se para o homem entrar.   
- Seu marido está em casa?
- Não, ele já foi trabalhar.
- Presumo que ele já esteja sabendo...
- Sim, claro – disse ela, fazendo com que o homem se sentisse a vontade – ele esta sabendo e concorda plenamente.
- Ótimo. Então vamos começar.
- Mas já assim tão rápido?
- Preciso ser breve. Ainda tenho dezesseis casais para visitar hoje – disse ele.
- Deus do céu. E o senhor agüenta?
- Sim, gosto muito do meu trabalho, ele me traz muito prazer.
- Então vamos começar; como faremos? – perguntou a mulher embaraçada.
- Permita-me sugerir: uma no quarto, duas no tapete, duas no sofá e uma no banheiro.
- Nossa! O senhor não esta exagerando?
- Bem... Na primeira tentativa podemos não acertar na mosca.
- O senhor já visitou alguma casa neste bairro? – perguntou a mulher com curiosidade.
- Não. Mas tenho comigo algumas amostras do meu trabalho (mostrando fotos de crianças), não são lindas? – perguntou ele.
- Como são belas, foi o senhor mesmo que as fez?
- Sim. Veja esta aqui, por exemplo, (mostrando outra foto de criança). Foi conseguida na porta de um supermercado.
- Nossa, que horror! O senhor não acha muito publico?
- Sim, mas a mãe era artista de cinema e queria muita publicidade.
- Eu não teria coragem de fazer dessa maneira.
- Essa aqui foi em cima de um ônibus – disse ele, mostrando outra foto.
- Meu Deus do céu!
- Foi o trabalho mais duro e difícil que já fiz.
- Eu imagino...
- Essa foi feita em um parque de diversões em pleno inverno.
- Credo! Como o senhor consegue?
- Não foi fácil. Como se não bastasse a neve caindo, tinha uma multidão em nossa volta. Quase não consigo acabar...
- Ainda bem que sou discreta. Eu não quero ninguém olhando.
- Ótimo, eu também prefiro assim. Agora, se me permite vou armar o tripé.
- Tripé? Para que? – perguntou a mulher assustada.
- Bem senhora, é necessário. O meu instrumento além de pesado, depois de pronto mede cinqüenta centímetro...
Quando o homem virou-se, a mulher havia desmaiado.

Mais Notícias

Ex mulher de Marcelo Freixo desmascara o machismo dos esquerdo-machos. Confira
Ex mulher de Marcelo Freixo desmascara o machismo dos esquerdo-machos. Confira

Uma carta divulgada no Instagram de Priscilla Soares, ex-companheira do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), do Rio de Janeiro, revela uma face obscura no atuante parlamentar e nos seus companheiros de partido.