Portal mídia livre 15 anos

FEDERAÇÃO VAI QUESTIONAR ACORDO ENTRE PETROBRAS E ACIONISTAS NORTE-AMERICANOS. Confira!

Compartilhe

FEDERAÇÃO VAI QUESTIONAR ACORDO ENTRE PETROBRAS E ACIONISTAS NORTE-AMERICANOS. Confira!
A Federação Única dos Petroleiros (FUP) vai questionar na Justiça o acordo fechado entre a Petrobras e acionistas norte-americanos, avaliado em cerca de R$ 10 bilhões. De acordo com o coordenador da FUP, José Maria Rangel, o pagamento da quantia para encerrar a ação coletiva nos Estados Unidos contradiz os argumentos de que a empresa está com problemas financeiros e que são necessários desinvestimentos, entre outras medidas para obter recursos.

“Na negociação do acordo coletivo a empresa está quebrada, e agora paga grandes quantias ao mercado financeiro”, questiona Rangel.

Ele disse que ainda não está definido ainda qual será o instrumento para questionar a estatal na Justiça, mas que a ideia é entrar semana que vem com algum pedido ao Ministério Público Federal para barrar o pagamento.

A categoria acaba de fechar um Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) com a Petrobras, aceitando o ajuste de 1,73% relativo a 2017 e garantindo a reposição da inflação pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) nos próximos 12 meses, de setembro 2017 a agosto 2018, uma conquista, segundo Rangel. “Nesse cenário de golpe que o País vive, considerei altamente positivo o acordo”, disse ao Broadcast.

Apesar de assinado o acordo, os petroleiros continuarão negociando dois direitos que foram alterados: o benefício farmácia e o plano de saúde, cuja contribuição dos trabalhadores foi elevada pela Petrobras. Outros pontos, como a manutenção do período de dois anos para a validade do ACT e a garantia de reposição da inflação em 2018 foram considerados vitórias da categoria, na avaliação do sindicalista. (AE)

Mais Notícias

Início do outono com chuva. Click aqui
Início do outono com chuva. Click aqui

Este é um fim de semana especial para os nordestinos. Há uma crença em relação ao dia 19 de março, Dia de São José, para os católicos. Diz a crença que se chover no dia de São José, então o restante do “inverno”, como é chamado o período mais chuvoso do ano no Nordeste, será com chuva farta.