Portal mídia livre 15 anos

E A Gleisi Hoffman se irrita e chama Haddad de Mimado e Burro.

Compartilhe

E A  Gleisi Hoffman se irrita e chama Haddad de Mimado e Burro.


Diferenças pessoais e politicas entre Gleisi e Haddad são de conhecimento público. Não se suportam e se aturam por conveniência.

Motivos pra aversão mútua não faltam.
Gleisi não poupou críticas ao mandato de Haddad em São Paulo, chamando-o de Trator sem controle, incapaz de trabalhar em Equipe, agindo de improviso, sem ouvir ninguém e se notabilizando por tiros no pé.
Haddad deu o troco sendo voto contra à indicação de Gleisi para substituir Falcão na Presidência do Partido, argumentando despreparo e sem a força necessária pra unir o Partido.
Grupo de Haddad defendia indicação de Lindbergh, sendo derrotado por Lula; eterno Padrinho Político da Senadora.
 


Quebra de braços entre os dois veio a crescer com prisão de Lula e necessidade de buscar um substituto na corrida pelo Planalto.
Gleisi era o nome de Lula mas acabou sucumbindo ao Poder de Articulação de Haddad.

Batido martelo em torno do nome de Haddad e vendo sua imagem despencar dentro e fora do PT, seguindo Conselho de Lula, Gleisi assumiu postura de reestruturação; retirada tática.
Assumiu neutralidade e silêncio, aceitou queda de popularidade, se candidatou à Deputada Federal abrindo mão do Senado, garantiu Foro Privilegiado e permanência em Brasilia.
 


Trégua durou pouco.
Haddad se transformou em Pavão fora do controle, definição de Petistas, após ter seu nome confirmado.
Aconselhado a se conter e agir com prudência, não ouvia nem os assessores mais próximos.
Visitas constantes a Lula em Curitiba constrangiam o PT, vendendo imagem de "Aprendiz de Feiticeiro e Afilhado pedindo Bênção, não condizente com postura de quem almeja o Cargo mais importante da Nação.
O somar de atitudes intempestivas levou Bolsonaro a disparar no final do primeiro turno, com tendência se mantendo no segundo. Gleisi explodiu:

- Deixa de ser Mimado e Burro!...Você está jogando a vitória no colo deles.

Cena testemunhada por muitos e devidamente minimizada, sendo arquivada na página do "normal" numa Turbulência de Campanha.
Embora mau humor padrão ciúme Seja definido com a não aceitação de Gleisi de se tornar a segunda na preferência do "Cacique", postura de Haddad justifica crise de "TPM" desaconselhável.
 


Versões contraditórias ecoaram.
A primeira afirma que Lula, ao saber do incidente, deu razão à Gleisi e proibiu Haddad de "visitá-lo".

Uma segunda versão afirma que Lula foi apenas comunicado sobre a proibição de Haddad continuar com visitas constantes, tendo de acatar decisão.