Portal mídia livre 15 anos

AS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS. Click e leia no site do Tavinho

AS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS. Click e leia no site do Tavinho
O país, com toda razão, reage com desgosto e indignação à corrupção e ao desvio de recursos públicos. Não há regime político digno deste nome que possa resistir a tal erosão dos valores, sobretudo de parte de uma certa elite política e de empresários inescrupulosos. Os fatos cotidianamente estampados mostram o quanto o bem comum é criminosamente apropriado por poucos.   Alguns o fazem por ideologia, locupletando-se partidariamente, como se assim uma sociedade “melhor” pudesse ser conquistada. Evidentemente, o “melhor” para eles não corresponde minimamente ao que é o bem do país como um todo. Alguns outros o fazem para maximizar os seus ganhos, em um procedimento que nega a concorrência e as leis de mercado. Adoram o Estado por se apropriarem privadamente do que é o fruto do trabalho de todos.   Para uns e outros a economia de mercado, o direito de propriedade e o estado democrático de direito só possuem valor enquanto respondam aos seus respectivos interesses. Uns vilipendiam o “liberalismo” por ser “conservador” e de “direita”, outros por não corresponder à sua peculiar e distorcida visão da concorrência e do mercado. Uns podem ser denominados de esquerdistas, outros de capitalistas de compadrio.   Há uma mistura particularmente insalubre, onde as distinções entre direita e esquerda, conservadores e progressistas, se esvaem como areia dentre os dedos das mãos. Bem sabemos que essas distinções, se é que ainda possuem alguma validade, são manipuladas ao sabor das circunstâncias e das conveniências. Denominar os condenados pelo mensalão, por infrações e crimes julgados pelo Supremo como “guerreiros do povo brasileiro” é uma destas aberrações ideológicas.

Mais Notícias

Jovens criam um robô para identificar mau uso de verba pública por deputados federais. Click aqui
Jovens criam um robô para identificar mau uso de verba pública por deputados federais. Click aqui

O grupo organiza tarefas referentes às analises em etapas, e guardam as respostas para poderem divulgar depois. Primeiro o material passa pelo software e logo após cada caso é analisado por uma pessoa, só assim posterior essas duas etapas encaminham as denúncias.