Portal mídia livre 15 anos

AFASTAMENTO DE CUNHA ABRE CENÁRIO DE INSTABILIDADE NO CONGRESSO. Click aqui

Durma com um barulho desse.

AFASTAMENTO DE CUNHA ABRE CENÁRIO DE INSTABILIDADE NO CONGRESSO. Click aqui
O afastamento de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato parlamentar e, consequentemente, do comando da Câmara dos Deputados abriu um cenário de instabilidade no Congresso no momento em que o vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP) precisará de uma base aliada robusta para aprovar projetos importantes, principalmente na área econômica, caso assuma a Presidência.

Antes de ser afastado, por decisão do Supremo Tribunal Federal, na quinta-feira, Cunha era apontado como o principal fiel da balança de Temer no Congresso, por sua forte influência sobre vários deputados.

Deputados avaliam que o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), representante do chamado “centrão” (PP, PSD, PR, PSB, PSC), não terá a mesma habilidade para liderar negociações e conduzir a Casa à aprovação de projetos importantes para Temer. Uma das principais propostas cuja votação está ameaçada é a que trata do reajuste de até 41,47% dos servidores do Poder Judiciário da União, com impacto previsto de R$ 1,1 bilhão só neste ano.

No plenário, deputados de partidos aliados à presidente Dilma Rousseff, como PT, PC do B e PDT, defendem a aprovação do projeto, que foi negociado pela gestão da petista com o Judiciário. Parte da oposição, contudo, promete questionar o porcentual. Alega que não é o momento para um aumento dessa magnitude, por causa da crise fiscal do governo. (AE)