Cunha tenta chicana jurídica para sair da cadeia. Confira!

Compartilhe isso

 Cunha tenta chicana jurídica para sair da cadeia. Confira!

Pedido foi encaminhado ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin

A defesa de Eduardo Cunha, que está preso provisoriamente em Brasília, usou outra manobra jurídica para soltar o deputado cassado. Desta vez, quer que o Supremo Tribunal Federal analise um recurso que pede a sua libertação, porque está há seis meses sem ser julgado. O pedido será julgado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin.

A chicana jurídica tem por finalidade atrasar o envio de parte do inquérito que investiga o crime de obstrução de justiça para a 10ª. Vara Federal de Brasília. Para a defesa, é preciso que seja analisado "sob pena de se permitir que o excesso de prazo na investigação acarrete verdadeira negativa de prestação jurisdicional relativa à liberdade".

O Extra lembra que há contra Cunha três decretos de prisão. O primeiro, de outubro do ano passado, é do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelos processos da Operação Lava-Jato na primeira instância. Em maio de 2017, novo decreto de Fachin. Por fim, em junho, foi a vez do juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Federal de Brasília, que cuida das investigações sobre tentativas de atrapalhar a Lava-Jato.

0 Comentários

Deixe seu comentário

ATENÇÃO!    Todos os comentários passam por moderação.